domingo, 14 de novembro de 2010

Foi pênalti!

Todos nós sabíamos que o jogo mais importante da 35ª rodada do Brasileirão seria Corinthians e Cruzeiro, no Pacaembu. Pois digo que o jogo fez jus ao que se espera de uma “decisão” de campeonato – no sistema de pontos corridos, as decisões – e contou com todos os ingredientes que fazem uma partida ser emocionante.

Chances de gol, grandes defesas, bom nível técnico, ótimos esquemas tácticos e o ingrediente que sempre está presente nos jogos do campeonato brasileiro, o fato árbitro. Mas dessas vez, o lance derradeiro do cotejo, que praticamente decidiu os destinos de corintianos e cruzeirense, não pode ser debitados na conta do árbitro do jogo, o paulista Sandro Meira Richi. O lance é duvidoso ao extremo. Pra mim, o penal ACONTECEU! Foi claro. A situação de revoltada por parte dos mineiros se dá, pois o lance aconteceu quase nos acrescimentos do segundo tempo, quando não haveria mais tempo para uma reação.

O jogo foi equilibrado. De dois times praticamente equivalentes. O que decidiu foi a falha de um zagueiro que, ao se posicionar erradamente, fez a falta. O Timão espera agora por um tropeço do Flu, amanhã, no Engenhão, contra o Goiás. Já o Cruzeiro, junta seus cacos após a derrota, apegando-se as poucas chances de título que restam.

Nos outros jogos da rodada, Santos e Grêmio empataram sem gols na Vila, já o Galo goleou o time de Luxemburgo em Sete Lagoas. Destaque para Renan Oliveira que marcou 2 gols. Lembrando que o Fla entra em crise e seu treinador corrobora a opinião de todos aqueles que vivem o futebol. Sua fase é péssima! Suas decisões são horríveis! E o Flamengo está fazendo de tudo para se complicar nesse final de campeonato.

Amanhã tem mais galera,
Abraços, Nelsinho Lima.

Um comentário:

  1. A barriga pesou muito mais na queda do que o empurrão, vamos combinar.

    ResponderExcluir